PTQ e WCQ Standard – Parte 1

“Segue em frente não se apavora
se na vida encontrar dissabor
Vai saber esperar sua hora.

Às vezes a felicidade demora a chegar
Aí é que agente não pode deixar de sonhar
Guerreiro não foge da luta e não pode correr
Ninguém vai poder atrasar quem nasceu pra vencer.

Ergue essa cabeça mete o pé e vai na fé
Manda essa tristeza embora
Basta acreditar que um novo dia vai raiar
Sua hora vai chegar”

Tá Escrito – Grupo Revelação

Eu sei que muita gente aqui não conhece essa música e muito menos curte um pagodinho, mas no final de semana passado eu me identifiquei muito com essa letra. Sim, eu gosto dessa música e de muitas musicas do Grupo Revelação, :p e por esse motivo eu resolvi colocar a letra logo no início do artigo, copiando o amigo Shooter. Bom, vamos ao que realmente interessa.

PTQ Standard – Espertuta

Espertuta é um nome bem diferente, mas sempre que eu crio ou altero algum deck eles colocam esse sub-nome relacionado ao meu nick no deck… Dessa vez, meio que ficou Espertuta, já que eu tava treinando a semana inteira com esse deck e fazendo várias mudanças para tentar chegar bem próximo da melhor lista. Durante a semana, Michael Jacob (darkestmage no MOL) e Kenji Tsumura (kogamo no MOL) foram as duas únicas pessoas que eu abri a lista e pedi ajuda. É claro que, como eu joguei alguns Daily Events com a lista, já havia alguma pessoas jogando com as versões antigas, porém, na quarta feira eu tinha definido a lista que eu iria jogar, e agradeço a esses 2 caras por terem me ajudado e colaborado a chegar na lista que cheguei.

Acordei cedo e fui para o local esperado a encontrar um amigo que ia nos levar para o evento, antes de pegar a estrada passamos na casa do Anderson, que, pra quem não conhece é irmão do meu falecido amigo Adilson Gouvea (vulgo Adilsinho). Na hora que eu vejo o Anderson saindo com um isopor, já sabia que ia dar em alguma coisa, quando pergunto o que tem no isopor ele diz:

— Ah, só umas bebidas, tem 2 caixa de cerveja latão, energéticos, e uma big apple…

Ah, só isso né?

Durante o trajeto nós fomos discutindo as listas, eu já estava convencido que iria jogar com aquela lista que eu tinha, porém, ele estava em duvida sobre algumas cartas. Ele iria jogar de UW Control com um splash B para Lingering Souls e Forbidden Alchemy, no entanto, ele usava Blade Splicer, coisa que eu achava horrível usar ao mesmo tempo com Mana Leak. Por mais que ele tentasse argumentar que era bom porque voltava no Sun Titan e contra Humanos, RG Aggro, e até contra UB Control, eu perguntei pra saber quantos Lingering Souls ele usava, foi ai que ele disse apenas 2. WHAT? Ele usava apenas 2 de uma das melhores cartas do T2 enquanto usava 4 Blade Splicer? Foi quando eu dei a ideia pra ele usar 4 Lingering Souls e 2 Snapcaster Mage. Foi dito e feito, na hora ele topou usar isso e ficou grato depois do torneio por tudo o que o Snapcaster Mage tinha feito de bom para ele.

Eu joguei com a seguinte lista:

Sun TitanPhantasmal ImageDead Weight

Meu desfecho desse campeonato foi bem ruim pelo o que eu estava esperando, eu sei que tinha o melhor deck do campeonato e só tinha um único bad matchup e, mesmo assim, não era impossível vence-lo, que era o UB Control, infelizmente eu perdi pra mim, digo, cometi um erro que me custou o jogo contra um deck que eu jamais perderia que era UW Humans. Minha outra derrota foi para um cara bacana, porém muito sortudo, que conseguiu resolver 2 Galvanic Blast no mesmo turno, quando eu tinha 8 de vida, sendo que ele iria perder no próximo turno. Nem sempre as coisas vão do jeito que nós planejamos, nem sempre o melhor deck ganha. A sorte às vezes se encarrega de traçar o futuro, e foi assim que aconteceu comigo naquele sábado. A sorte disse: não é hoje que você vai se dar bem. Terminei o campeonato 5-2, ouvi muitos dizerem que não era um resultado ruim, mas pra mim foi péssimo,  eu estava esperando no mínimo um top8, e eu acho que essa tensão toda que eu mesmo fiz, me fez errar no jogo que me custou o top8.

Pelo menos eu tinha um motivo para estar feliz, meu amigo Anderson abriu 5-0 e empatou as outras duas e estava garantido no top8 mesmo já tendo acabado com todo aquele isopor de bebida, e estando, como eu posso dizer… Não lá muito bem, apesar de eu nunca, nunca ter visto o Anderson bêbado, como eu não ia voltar com ele, e o pessoal que eu tinha combinado de ir embora queria ir embora antes de ver o top8, eu tive que ficar na torcida de longe. Como o UW Delver tinha caído na outra chave, eu acreditava que ele chegaria a final do campeonato, porém, segundo o próprio me contou, antes de ir para o top4 ele foi ao banheiro e aproveitou para ver se ainda tinha lugar para comprar cerveja, mas já estava tudo fechado… Ele acabou perdendo porque, segundo ele, deu um vacilo e foi infectado pelo RG Ramp. Eu perguntei a ele no telefone se ele iria com o mesmo deck e lista no WCQ e ele disse que sim. Aí eu fiquei naquela duvida, jogo ou não jogo com a lista dele, e essa dúvida persistiu até eu ver que um cara tinha feito top4 com a minha lista no PTQ do MOL. Foi aí que eu pensei, “nem vou desistir da minha lista, ela é boa, tem um monte de gente jogando com ela, fazendo 4-0 e tudo mais, vou com ela no WCQ amanhã.”

E eu fui dormir decidido que iria jogar com a minha lista de Esper, chegando ao “ÓTIMO” lugar em que foi realizado o evento eu encontro com o Anderson, que me pergunta:

— E aí, vai jogar com meu deck? É a boa eu to dizendo…

Eu fico meio balançado com isso, sabe quando você tem um campeonato super importante para jogar e você fica naquela dúvida tremenda se usa uma carta ou não, se troca de deck ou não? São muitas coisas que, às vezes, por mais que pequenas, vão fazer você ir bem no campeonato.

Depois das inscrições, sentamos juntos na mesma mesa, e quando eu tava separando meu deck pra poder listar, ele praticamente meteu a mão nas lands e disse, a essa aqui eu não uso, essa aqui precisa arrumar mais uma, e foi praticamente dando as coordenadas como se eu já tivesse aceitado jogar com o deck dele, e eu deixei isso fluir naturalmente, como se fosse algo que tivesse pra ser, arrumei desesperadamente as cartas que faltavam, já que eu não tinha pedido algumas delas e consegui fechar o main deck, já que os decks não são lá muito diferentes.

OBS: Um fato curioso foi que, ao sentarmos na mesa, percebemos o que já havíamos notado, seria um calor infernal jogar naquela boate… Sim, era uma boate clubber. O torneio nem tinha começado, e eu não vi porque não tirar a blusa, mesmo eu não estando em minha melhor forma física… Nisso, o Anderson e o Willy Edel me acompanharam, tava bem melhor ficar sem camisa, pelo menos eu não ia ficar suado e com a roupa molhada de suor. Após alguns minutos, veio um juiz que é um amigo nosso e disse a seguinte frase:

— Eu preciso dar um comunicado, mas primeiro preciso ver essa cena, o Batutinha sem camisa. Agora, por favor, o pessoal da organização pediu pra vocês se vestirem.

Passado o ocorrido, quando eu ia começar a arrumar o meu SB pra deixar igual ao do Anderson o que acontece? Soltam a rodada, WHAT?  Não se passaram 10 minutos que eu tinha sentado ali e já soltaram a rodada? Metade do pessoal não tinha terminado de listar, e minha lista estava em branco, óbvio, conversei com o juiz e ele disse que eu ia ter tempo de preencher, era só procurar uma mesa vaga e enquanto eles faziam os anúncios que eu poderia preencher, pois bem meu sideboard não ficou igual ao do Anderson e eu tive que fazer o SB do meu jeito, eu até lembrava um pouco o SB dele, mas peguei as cartas que eu tinha e montei.

Eu apelidei o deck com um nome carinhos0 (Esperchaça) em homenagem ao meu amigo Anderson devido ao dia anterior. :p

Esse sideboard foi o que eu usei, a única diferença entre o meu e o dele era que ele usava Divine Offering no lugar das 2 Revoke Existence +1 Ratchet Bomb +1 Wurmcoil Engine no lugar das Nihil Spellbomb

Galera por hoje é só, o report do meu top8 no WCQ fica pro próximo artigo, meus agradecimentos e minha criticas sobre o local do evento ainda estão por vir. Espero que tenham gostado.

Um abraço a todos e até a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *